A LAGOA EM QUE VOCÊ NÃO AFUNDA (Laguna Cejar + Tebenquiche + Ojos del salar) // Deserto do Atacama

Esse é um dos roteiros mas divertidos da viagem – e, consequentemente, você não pode deixar de fora da sua trip. O lugar é lindo, o cenário é exuberante, e você tem a chance de terminar o dia um pouco bêbado (justamente o que aconteceu comigo).

Você vai ter a experiência incrível de mergulhar numa lagoa repleta de sal – e por conta disso não vai conseguir mergulhar – vai poder observar o reflexo das montanhas nas águas e aproveitar um fim de tarde inesquecível no Atacama.

O roteiro, que geralmente é oferecido pelas agências com essas três paradas, começa por volta das 15 horas. A primeira parada é na Laguna Cejar (se pronuncia cerrár).

 

 

LAGUNA CEJAR

É uma laguna com alta concentração de sal, ou seja, você não afunda! Sim, é o mesmo efeito do Mar Morto na fronteira da Jordânia com Israel. Aliás, dizem que a Cejar tem mais sal do que o próprio Mar Morto.

A laguna fica próxima dos vulcões e tem uma vista linda!

O que as fotos não mostram é que a água é ABSURDAMENTE gelada! Ninguém consegue ficar mais de dois minutos nela. Chega a doer – mas a experiência é obrigatória! É muito curioso você tentar, tentar e não afundar! Esqueça o frio e te joga na água.

thumbnail (26)

A entrada no parque custa 15 mil pesos (mais ou menos 97 reais).

Uma dica importante: vá com a roupa de banho por baixo da roupa que estiver vestindo. Quando chegar na laguna, é só tirar a roupa e entrar (os banheiros e vestiários ficam um pouco longe da laguna).

Leve também toalha e roupão (caso queira se proteger do vento até chegar aos vestiários).

Vai ser preciso tomar banho de ducha (tão gelada quanto a laguna) pra tirar o sal que se acumula no corpo. É tanto sal que chega a endurecer na pele. Não esqueça chinelo ou sandália. Não é permitido usar protetor solar pra não contaminar a água.

Evite o contato da água com o cabelo, boca e olhos. Por causa da alta concentração de sal o cabelo fica endurecido (e é difícil tirar o sal). Nos olhos, vai arder pra caramba. Na boca, se tiver rachada por causa do vento e da falta da umidade, também.

thumbnail (27)

 

 

LAGUNA TEBENQUICHE

O roteiro segue para Laguna Tebenquiche. Uma extensa lagoa situada praticamente aos pés do vulcão Licancabur. Aliás, a água da laguna é resultado do degelo do topo das montanhas – por isso há tanta água num deserto tão árido.

Quando se acumula bastante água a laguna cria um efeito incrível: o reflexo das montanhas e do vulcão na própria água espelhada.

A visita é rápida mas rende fotos muito legais! O ingresso para o parque da laguna Tebenquiche custa 2 mil pesos (o equivalente a 13 reais).

thumbnail (28)

 

 

OJOS DEL SALAR

Já no fim da tarde a última parada é nos “Ojos del salar”. São dois buracos, no meio da terra seca do deserto, cheios de água. Os dois buracos representam os olhos do deserto. Dizem que tudo o que se reflete nele é o que os olhos estão vendo.

Num dos “olhos” o efeito de reflexo na água proporciona fotos muito legais! A pose que você fizer vai acabar refletida. É demais!

thumbnail (29)

No caso da agência em que eu fechei o tour, o passeio termina com comes e drinks ao lado dos “ojos del salar” e vendo um pôr do sol emocionante – que colore o céu com vários tons diferentes. Foi aí em que acabei me passando e bebendo um pouco demais.

O roteiro chegou ao fim pouco depois das 19 horas.

O passeio custa em agência cerca de 20 mil pesos (o equivalente a 130 reais). Começa por volta de 15 horas te possibilitando fazer outro tour pela manhã.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s