O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O ATACAMA! // Deserto do Atacama, Chile

O deserto do Atacama, no Chile, é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros – 80% dos turistas que desembarcam por lá são do nosso País.

Isso se deve ao cenário exótico,  longe do que estamos acostumados a ver, e que esta tão pertinho da gente.

Mas antes de desembarcar no deserto do vizinho é importante você entender um pouco o que vai encontrar por lá.

SAN PEDRO DE ATACAMA

A cidade base para quem viaja ao Atacama se chama San Pedro de Atacama. É um povoadinho bem pequeno e bem simples – mas apaixonante!

San Pedro tem apenas uma rua principal chamada Caracoles. Ou seja, quanto mais perto da Caracoles você estiver, melhor localizado você vai estar.

Existem muitos hotéis e hostels longe da Caracoles. Não recomendo ficar tão longe dela – já que você vai ter que ir até a Caracoles para comer, passear, comprar, se divertir…

Lembre-se que na maior parte do ano faz frio à noite em San Pedro (estamos falando de temperaturas que beiram zero grau). Caminhar pelas ruas com um friozão desses não é nada interessante. Por isso a recomendação de ficar bem pertinho da Caracoles.

atac5
Rua Caracoles em San Pedro

 

AEROPORTO E TRANSFER

San Pedro de Atacama não tem aeroporto. Vai ser preciso descer na cidadezinha de Calama, que fica 1 hora e meia distante.  Lá haverá transfer para te levar para San Pedro. O valor é de 77 reais por trecho ou 130 reais ida e volta. Não se preocupe, chegando no saguão você já ver as opções de transfer.

TRANSPORTE PÚBLICO

Não há transporte público por lá – estamos no meio de um deserto – não conte com ônibus, vans e carros para fazer esse trajeto. Táxis são poucos – não há taxímetro e o valor tem que ser negociado antes de começar a viagem. Alguns hotéis oferecem transporte mas alguns relatos na internet dão conta de que nem sempre estão disponíveis para os hospedes.

SOZINHO OU COM AGÊNCIA?

Quase todas as atrações turísticas ficam dentro de parques – que cobram entrada. Você pode planejar a sua trip indo sozinho nessas atrações (alugando um carro, pegando um mapa e se aventurando), ou contratando uma agência pra isso.

Se você quiser fazer tudo por conta, pode! É tranquilo. Há placas em todas as estradas levando o viajante às atrações. Mas é claro que um tour fechado acaba sendo bem mais prático e mais interessante (para conhecer gente, fazer amizades, conhecer as histórias e as curiosidades das atrações e ir aos melhores pontos para as melhores vistas).

Caso alugue um carro saiba que o único posto de gasolina de San Pedro fica dentro de um hotel. Qualquer morador local vai saber te informar como chegar nele. E nunca deixe nenhum pertence no banco. San Pedro é super segura mas os poucos assaltantes que existem por lá adoram arrombar carros de turistas para levar o que está a vista – há estacionamentos pagos para deixar o veículo.

Não há a necessidade de contratar uma agência do Brasil. Nenhuma! Em San Pedro existem dezenas e dezenas de agências. Elas oferecem todos os passeios imagináveis no deserto e com preços que variam bastante! Minha dica é deixar o primeiro dia para pesquisar valores e agências que ofereçam os melhores descontos (na hora pode chorar bastante que eles sempre dão muitos descontos).

Importante: quanto mais barato você pagar, pior vai ser o serviço oferecido. Quanto mais caro, mais comodidades como carros novos, ar condicionado até roupões (para os passeios na água) e fotógrafo particular (para registrar a sua viagem sem você se preocupar).

Fechei meus tours com a agência Atacama Connection e gostei muito!!! Os guias são incríveis, os passeios todos foram perfeitos e eles montaram todo o roteiro de maneira que conseguimos aproveitar e descansar também (sim, a gente cansa muito por lá). O preço foi um dos melhores (entre as empresas confiáveis) e ainda ganhamos um bom desconto!

Para acessar o site deles é só clicar aqui.Se quiser ver as fotos no instagram deles é só clicar aqui. 

É UMA VIAGEM CARA? 

Agora vamos falar de preços em geral. Não quero acabar com a sua alegria mas é importante você saber que o Atacama é um destino caro! Caro mesmo! 

Veja aos números:

-os passeios variam de preço mas giram em torno de 64 reais até 400 reais (esses passeios são de uma agência boa, confiável mas sem nenhum luxo).

-a comida varia entre 25 reais e 50 reais (restaurantes simples).

-uma cerveja de 500 ml (copo grande) custa em média 20 reais.

-uma garrafa de 1,6L de água sai por 8 reais.

Na verdade os números assustam mais no final.

Se você for fazer todos os principais passeios vai gastar pouco mais de mil reais – fora as entradas dos parques que são pagas na hora.

Se você quiser comer em restaurantes simples vai gastar uns 500 reais em uma semana – isso sem incluir o café da manhã que geralmente não é oferecido na hospedagem.

atac3

CAFÉ DA MANHÃ

Alguns hotéis/hostels oferecem café da manhã mas muitos não. Isso tem uma explicação! Geralmente os passeios começam muito cedo. Alguns começam antes mesmo do horário do café ser servido. Por isso muitas hospedagens não oferecem a refeição – já que você tende a perder. Por conta disso as agências servem o café da manhã durante alguns desses passeios, então fiquei tranquilo.

Para tomar café da manhã nos restaurantes de San Pedro o preço varia entre 4 mil pesos e 7 mil pesos (25 reais e 45 reais).

ALTITUDE

Algumas pessoas passam mal em San Pedro por conta da altitude – afinal, estamos 2.500 metros acima do nível do mar.  Minha dica é deixar os passeios ainda mais altos, como os geysers, para os dias finais (pq até o fim da viagem você já vai estar aclimatado).

A dica para se aclimatar é a mesma para qualquer altitude: não caminhe muito no primeiro dia, evite álcool e comida gordurosa no primeiro dia, e não faça nenhum esforço. Se conseguir descansar nas primeiras horas vai se aclimatar facilmente e não ter nenhum problema com a altitude.

O PERIGO DO SOL

Nem invente em sair pelo deserto sem protetor solar e protetor labial. Os níveis de radiação no Atacama são altíssimos! Aliás, é considerado o lugar do planeta com os níveis mais elevados de radiação ultravioleta.

Você pode ser atingido pelo dobro de radiação do que o aceitável pelos médicos. Se proteja bem, mesmo num dia nublado e mesmo sem você perceber a força do sol.

atac4

FRIO

Mesmo sabendo que o durante o dia pode fazer muito calor vá preparado para encarar o rigoroso frio do deserto. À noite as temperaturas despencam e, em alguns passeios (como nos geysers) os termômetros chegam a registrar -15 graus. No dia em que eu fui tive mais sorte e a temperatura estava na casa dos -9.

É PROIBIDO DANÇAR

Até hoje não sei se é lenda ou realidade mas o que mais se escuta por lá é que uma lei municipal proíbe que as pessoas em San Pedro dancem! Alguns dizem que é pra evitar que os viajantes passem mal por causa da altitude. Outros falam que é pra evitar que a cidade se transforme em um destino de festas e desvie o foco que é o turismo ambiental e de aventura. Enfim, a questão é que as pessoas dançam, sim – apesar de que em alguns lugares há avisos pedindo para não se dançar.

Fui num bar super animado chamado LOLA, que fica na própria rua Caracoles, era restaurante mas tinha um karaokê. As pessoas cantavam e dançavam enlouquecidamente. Quando o bar fechava (por volta da meia noite), uma baladinha eletrônica começava por lá (mas isso poucas pessoas sabem).

Em outro bar, chamado MAL DE PUNA, tinha banda e as pessoas dançaram normalmente.

Talvez seja por causa da lei, ou da fama dela, que muitas festas acontecem clandestinamente no deserto. Procure os guias mais descolados, ou os brasileiros que trabalham por lá, para saber se vai acontecer alguma festa surpresa e o local exato. Essas festas geralmente são combinadas de última hora para evitar que a polícia saiba. E fique tranquilo, se a polícia aparecer e você estiver em alguma delas nada vai acontecer com você. Os organizadores pagarão muita e os convidados terão que ir embora.

E PRA BEBER?

Agora, se tem uma lei que realmente funciona por lá é a de só vender bebida alcoólica para quem estiver comendo. Sim! você não pode comprar bebida em bar se não pedir antes comida. Tentei em alguns bares e não consegui. Mesmo já tendo jantado em (outro bar), tive que comprar uma porção do cardápio para poder beber.

Mas há um único bar da cidade que permite a venda de álcool sem o consumo de comida. Se chama CHELA CABUR, e também fica na Caracoles. É um bar de futebol muito legal! Eles não tem comida no cardápio então, a bebida é livre! Na verdade, se você tiver fome, eles pedem uma pizza (de um outro lugar) e você pode comer lá.

ONDE COMER

Eu comi muito bem durante os dias em que fiquei no Atacama – só achei um pouco caro. O mais gostoso é andar pelas ruas de San Pedro e descobrir os restaurantes aconchegantes que existem por lá. Mas vou dar as sugestões dos mais famosos, pra você chegar já vendo da existência deles.

Um dos mais disputados se chama LA PICA DEL INDIO (fica na rua Tocopilla, 418). Várias vezes me deparei com fila pra entrar. É apontado como o melhor custo X benefício da cidadezinha. Quando eu fui, me cobraram 35 reais por um menu que incluía entrada, prato principal e sobremesa. Maravilhoso!

Outro que achei muuuuito bom é o BARROS (fica na rua Tocopilla, 429). O prato é muito bem servido e a comida é deliciosa! Gastamos, na época, 32 reais num menu que incluía entrada, prato principal e sobremesa. À noite o Barros também é barzinho com banda.

O EL HUERTO (rua Gustavo Le Paige, 230), foi o mais barato que encontramos. Pagamos 29 reais – mas não incluía entrada e nem sobremesa. Super recomendo pq achei o lugar super atral, num jardinzinho.

LOS GOR2 (rua Tocopilla, 372), é um dos mais famosos e super frequentado pelos nativos. Eles cobram 35 reais com menu completo. É bem servido e a comida bastante elogiada. À noite o restaurante também vira bar com banda.

BARROS CAFÉ (rua Tocopilla, 429), é o melhor, na minha opinião. A comida é maravilhoooosa, os pratos “gourmet” mas bem servidos, a sobremesa então!!!!!!!! Pagamos, na época, o equivalente a 40 reais mas incluía, além de entrada + prato principal + sobremesa, uma bebida.

Não cheguei a ir mas outro lugar super descolado e famoso por lá é a CERVEJARIA ST. PETER (rua Toconao, 479). Lá eles produzem a própria cerveja artesanal e dizem que é muito boa. Você também pode experimentar carne de llama entre os petiscos vendidos. 

QUANDO VIAJAR? 

Você precisa ter em mente que entre uma época e outra  poderá encontrar um cenário bem diferente no Atacama. Por isso, planeje bem a época em que você está indo e pesquisa o que você vai encontrar por lá.

Entre dezembro e fevereiro é a época de chuvas – você pode ser surpreendido por uma chuva bastante forte (apesar de nem sempre chover tanto assim).

Entre outubro e abril os termômetros marcam temperaturas mais agradáveis (entre 6 graus e 24 graus). Entre maio e setembro as temperaturas mais baixas (entre zero e 21 graus).

Fui ao Atacama no finalzinho do mês de maio. Peguei manhãs um pouco frias, tardes bem quentes e noite/madrugada bem geladas!

IMPORTANTE!

Por conta da altitude o clima é muito, muito seco – estamos no deserto mais árido do mundo. Levar soro para nariz é quase uma obrigação. Você vai precisar. Desde o primeiro dia você sente o nariz ressecar e, em alguns caso, sangrar um pouquinho. Usar o soro ajuda a evitar esses problemas. Protetor labial também uma obrigação na sua mala.

CARTÃO DE CRÉDITO E DINHEIRO

Achei que eu teria problemas para usar o meu cartão de crédito num povoadinho no meio do deserto. Mas não! Aliás, usei ele em quase tudo: na agência de turismo, nos restaurantes, nos bares. Praticamente todos os lugares aceitavam. Só precisei usar dinheiro nas lojinhas de roupa e presentes locais que não aceitam cartão. Fora isso foi bem tranquilo.

Quanto ao cartão de débito, há três caixas eletrônicos para sacar dinheiro em moeda local mas eu não consegui fazer nenhum saque (mesmo com a autorização do banco para o saque no débito).

CASA DE CÂMBIO

Há pelo menos duas casas de câmbio confiáveis em San Pedro mas as tarifas, obviamente, são mais altas do que o normal. O recomendado é trocar o dinheiro no Brasil, em Santiago ou até mesmo no aeroporto (peguei tarifas no aeroporto de Santiago melhores do que em San Pedro).

CACHORROS

Já adianto, você vai se impressionar com a quantidade de cachorros nas ruas de San Pedro, que carinhosamente é chamada também de San Perro (perro é cachorro é espanhol).

Os cachorros são gigantes e carinhosos e ficam espalhados por toda a cidade!

O Atacama é um dos lugares mais incríveis que já conheci! Se organize pra viagem e aproveite!

Se você tem outras dicas pra quem viaja ao Atacama pode comentar aqui!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s